Após oposição protocolar CPI, Rui pede apuração na gestão ACM Neto


Após a oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) protocolar um requerimento para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o desvio de R$ 48 milhões na compra frustrada dos respiradores pelo Governo do Estado, nesta terça-feira (26), o governador baiano, Rui Costa (PT), provocou, nesta quarta-feira (27), a gestão do ex-prefeito ACM Neto em Salvador.

Rui Costa apoiou a realização da Comissão e aproveitou a oportunidade para pedir uma apuração dos contratos firmados pelas prefeituras durante a pandemia. Para ele, “quanto mais apuração, mais transparência”.

“Vamos apurar também os contratos feitos pelas prefeituras? Como a prefeitura de Salvador e outras prefeituras que pagaram quase o dobro do que o Estado pagou nos contratos de prestação de serviço. Quem eram os fornecedores? Quem eram os prestadores de serviço que fizeram o serviço para a prefeitura de Salvador na época do ex-prefeito (ACM Neto)? Quanto mais apuração, mais transparência. Vamos apurar quem montou aquele hospital de campanha na Avenida Paralela?”, alfinetou o governador, em entrevista à Rádio Juazeiro FM.

O governador voltou a afirmar que não tem “nenhum temor” em relação a CPI dos respiradores. “Não tem nenhum ser humano que queira que essa apuração chegue a conclusão mais do que eu, e que os culpados sejam novamente presos. Faço questão de repetir que nós denunciamos e a polícia civil da Bahia prendeu (os suspeitos), com autorização judicial.[…] Gostaria de saber porque o Ministério Público da Bahia optou por soltar os criminosos”, disse Rui.

Fonte: BNews

 

8 visualizações0 comentário