Bahia: TRE-BA define data para nova eleição para cargos de prefeito e vice-prefeito.



Eleição suplementar foi convocada depois que o TSE julgou recurso eleitoral e manteve indeferimento da candidatura de José Agnaldo dos Santos, conhecido como Padre Agnaldo, eleito nas eleições 2020. ( Por TV Santa Cruz)


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) definiu a data de 3 de outubro para acontecer a eleição suplementar dos cargos de prefeito e vice-prefeito da cidade de Firmino Alves, no sul da Bahia.

A eleição suplementar foi convocada depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou o recurso eleitoral e manteve o indeferimento da candidatura de José Agnaldo dos Santos, conhecido como Padre Agnaldo, eleito nas eleições 2020. Com a decisão, os votos do candidato foram anulados e uma nova eleição precisava ser marcada. O TRE-BA também definiu as datas das convenções partidárias, que serão entre os dias 26 e 30 de agosto, e com registros das candidaturas até 1° de setembro. De acordo com o TRE-BA, poderão concorrer aos cargos, eleitores e eleitoras que tiveram domicílio no município de Firmino Alves até 3 de abril de 2021. Também vão ter que comprovar que estiveram com a filiação partidária deferida no mesmo prazo.


Durante a eleição de 2020, a candidatura de Padre Agnaldo ficou sub judice, porque teve as contas rejeitadas pela Câmara Municipal no exercício da função de prefeito nos anos de 2011 e 2012.

Apesar de ter sido eleito com 50,01% dos votos válidos, Padre Agnaldo teve o registro de candidatura indeferido pelo TRE-BA. Com isso, a diplomação e a posse dele foram anuladas. O presidente da Câmara de Vereadores, vereador Fabiano Sampaio, ficou responsável por assumir a prefeitura, até decisão final do TSE.

Em dezembro de 2020, moradores de Firmino Alves fecharam trecho da BA-263 durante protesto em apoio a Padre Agnaldo.

Apesar de ser elegível, Fabiano Sampaio não conseguiu tomar posse do cargo de prefeito, no dia 5 de janeiro, após novo protesto de moradores e tumulto na Câmara. Os moradores alegaram que Padre Agnaldo foi eleito com maioria dos votos e queriam que a escolha da população fosse determinante para ocupação do cargo.

Porém, no dia 6 de janeiro, o presidente da Casa tomou posse do cargo, em cerimônia realizada na csa legislativa. Com a posse, o comando da Câmara de Vereadores de Firmino Alves ficou com o vereador Evangevaldo Paixão (PDS).


Informações G1 Bahia


476 visualizações0 comentário