Brasil registra 143 mortes por covid-19; País tem 32 casos da Ômicron


Número total de casos é de 22,2 milhões e de mortes 618.091


Balanço divulgado na quarta-feira, 22/12, pelo Ministério da Saúde indica que foram registrados 32 casos no Brasil da nova variante do coronavírus, a Ômicron.


As infecções foram registradas em São Paulo (20), em Goiás (4), em Minas Gerais (3), no Distrito Federal (2), no Rio Grande do Sul (1), no Rio de Janeiro (1) e em Santa Catarina (1).


Há ainda, segundo a pasta, 23 casos em investigação, sendo dois em Goiás e 21 no Rio Grande do Sul.


Dados covid-19

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 22.222.928, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde na quarta-feira, 22. Em 24 horas, autoridades de saúde registraram 3.451 diagnósticos positivos da doença. Ainda há 88.018 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.


O total de mortes causadas pela covid-19 chegou a 618.091. Entre ontem e hoje, secretarias estaduais e municipais de Saúde confirmaram mais 143 óbitos. Ainda há 2.726 mortes em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação da causa demanda exames e procedimentos posteriores. Até esta quarta, 21.516.819 pessoas haviam se recuperado da doença.


No balanço divulgado pelo ministério, 12 unidades da Federação apresentam dados de casos, de mortes ou ambos referentes a terça-feira, 21.


Estados


Segundo o balanço, o estado com mais mortes por covid-19, até o momento, permanece sendo São Paulo, com 155.048 registros. Em seguida, vêm Rio de Janeiro (69.347 – com dados relativos a ontem), Minas Gerais (56.592), Paraná (40.872), Rio Grande do Sul (36.390) e Bahia (27.452).


Os estados com menos óbitos pela doença são Acre (1.850), Amapá (2.010), Roraima (2.070), Tocantins (3.927) e Sergipe (6.056). Desses cinco estados, apenas Roraima não apresenta dados de ontem relativos às mortes.


Os dados sobre vacinação continuam indisponíveis desde o início do mês, quando o ministério informou que a base de dados havia sido alvo de um ataque.

 

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo