CAIXA libera para todos os trabalhadores até R$1.000 via celular


O novo serviço já chegou a marca de quase 100 milhões de usuários, sendo disponível tanto para pessoas físicas quanto para empresas que possuem a intenção de investirem em seu negócio.


A Caixa Econômica Federal está liberando via celular através do aplicativo Caixa Tem valores de até R$ 1.000 a partir desta segunda-feira, 03 de janeiro. Esta opção de crédito está disponível desde o início do trimestre do ano passado, tornando-se uma alternativa para aqueles que deixaram de receber o auxílio emergencial.


O novo serviço já chegou a marca de quase 100 milhões de usuários, sendo disponível tanto para pessoas físicas quanto para empresas que possuem a intenção de investirem em seu negócio. No entanto, é importante salientar que esse valor se refere a um empréstimo, portanto, aqueles que desejam receber os valores deverão devolvê-los com juros futuramente.


Além disso, a Caixa já se manifestou no sentido de que os participantes do Bolsa Família, ou Auxílio Brasil, não poderão solicitar o crédito.


Quem vai receber até R$1.000


Primeiramente, a linha de crédito poderá chegar a trabalhadores autônomos, beneficiários de programas sociais, com exceção do Bolsa Família, e assalariados. Nesse sentido, a oferta da quantia é liberada para qualquer cidadão que utilize o aplicativo Caixa Tem e que já realizou sua atualização cadastral.


Contudo, para realizar o empréstimo será necessário que o cidadão receba uma aprovação em análise prévia que a Caixa organizará. Ademais, o interessado deve lembrar-se, também, que não poderá estar negativado no Serasa ou no SPC.


Para aqueles que ainda não são clientes do Caixa Tem, terão que realizar o cadastro na plataforma para contratar o empréstimo. Para isso, os cidadãos deverão abrir uma conta Poupança Digital+.


Linhas de crédito do Caixa Tem


São duas as modalidade de empréstimo do Caixa Tem, o Crédito Caixa Tem Pessoal e o Crédito Caixa Tem para Seu Negócio. A primeira opção é destinada a uso pessoal do contratante, como pagamento de faturas e compras, por exemplo. Já a segunda, é indicada para despesas com o negócio, como investimento, pagamento do fornecedor, entre outros,

Vale ressaltar que mensalmente é aplicado juros de 3,99%, um dos menores do mercado pela categoria. Além disso, o pagamento da dívida ocorre por meio do débito automático, ou seja, o valor será descontado todos os meses diretamente na conta Poupança Digital+ do contratante.

 

44 visualizações0 comentário