Conheça as cinco histórias éticas mais inspiradoras de colaboradores da OSID


As cinco histórias éticas inspiradoras selecionadas no concurso “Minha Inspiração Ética”, ação da Semana da Integridade Santa Dulce 2021, realizada pelo setor de Compliance das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) no último dia 12, continuam repercutindo na instituição. O conteúdo das narrativas remete a fatos protagonizados por colaboradores e relatados por colegas da sede e de unidades externas das Obras Sociais.


Das 59 histórias inscritas, cinco foram escolhidas pelo Comitê de Ética, segundo critérios do edital, mas não concorrem entre si em ordem de classificação. Seu mérito está no potencial de motivar outros colaboradores a agregarem princípios e valores em suas ações cotidianas na instituição fundada por Santa Dulce.


Fizemos uma síntese das histórias vencedoras para você conhecer e se inspirar nesses osidianos que ficam em nossa memória por nos estimularem a seguir o caminho da ética e das corretas relações.


História 1: Milena de Almeida Souza, fisioterapeuta do Hospital Regional Dr. Mário Dourado Sobrinho – HRMDS


“Após cadastrar o sobrinho no plano odontológico, por equívoco, o RH inseriu um benefício no contracheque da minha indicada, o auxílio creche. A minha inspiração ética me procurou relatando o ocorrido a fim de solucionar o equívoco e, após contato com o RH, o valor acabou sendo estornado. O exemplo de integridade me marcou e acho que ela deve saber que me inspirou”.


História 2: Laura Queirós, líder do Centro de Acolhimento à Pessoa com Deficiência João Paulo II – CAPD


“Numa certa ocasião, em um período festivo em nossa cidade, funcionários da instituição deixaram de cumprir suas obrigações, agindo em total desacordo com as normas internas, em clara desídia. A situação foi amplamente comentada nos diversos setores e todos queriam saber detalhes do ocorrido. A minha inspiração ética não perdeu a compostura diante dos acontecimentos, mantendo-se íntegra ao investigar cada detalhe com total discrição e seriedade, até fazer o desligamento dos envolvidos. Embora tenha sido difícil, ela seguiu firme em sua postura de líder ética e discreta. Aliás, nunca vi alguém tão discreta e bastante educada. Me inspiro nela, em seu cuidado com nossos moradores, em lutar para conseguir que eles tenham uma vida mais confortável, alegre e digna”.


História 3: Karen Magalhães Franca Carvalho, enfermeira do Trabalho do HRMDS


“Em 2017, minha indicada verificou que em sua conta de salário foi creditado um valor superior à sua remuneração e, consciente de que não correspondia ao seu salário, procurou o RH da unidade para relatar o ocorrido. Naquela oportunidade, foi constatado que junto ao seu pagamento também caiu em sua conta o salário de outra profissional da unidade. A minha indicada transferiu o valor que não lhe pertencia para a colaboradora. Seu exemplo de conduta ética é uma inspiração para mim”.


História 4: Cláudia Patrícia de Mendonça Carvalho, assessora de Estratégia e Qualidade


“Minha indicada tem uma caminhada longa e bonita nas Obras. Iniciou como estagiária e progrediu com competência na instituição. É notório que tudo que ela faz é pensando no bem das Obras. Ela pode estar sobrecarregada, mas está sempre disponível a ajudar e, se não conseguir ajudar, ESTUDA para dar retorno. Eu falo convicto do quanto ela inspira ‘amor ao próximo’. Cheguei aqui ‘verde’ e ela me deu todo acolhimento, segurança e instruções para meu crescimento profissional, me direcionou, me corrigiu quando falhei e sempre me apoiou. É indescritível a forma que Patrícia respeita as pessoas e briga por justiça! Ela é um exemplo de profissional e sua ética e o seu amor em tudo o que faz pelas Obras é inspirador!”.


História 5: Severino Abreu, médico anestesista do HRMDS


“É um profissional que inspira a todos ao seu redor, pois ele é todo doação à função que escolheu seguir! Empatia, paciência e dedicação seriam alguns dos adjetivos para defini-lo, pois não mede esforços para manter os pacientes o mais confortável possível, mostrando quão empático um ser humano pode ser ao permitir se colocar no lugar do paciente, se atentando aos mínimos detalhes! Inúmeras vezes deixa a unidade após seu horário de plantão, por estar preocupado com algum paciente; e fica ali, ao lado do paciente, mesmo após a chegada do colega que o irá substituir. A entrega e a dedicação lhes são inerentes. Excelente conselheiro, tem uma escuta atenta e com seu jeito tranquilo dá os melhores conselhos ou acolhimento! Tem um coração que não cabe no peito! Me sinto muito grata em compartilhar os plantões com ele. Cada dia aprendo mais, cada dia admiro mais aquele ser humano e me inspiro no seu jeito de ser”.


Fonte: Ascom OSID.

 



73 visualizações0 comentário