Irecê: Com uma prisão, operação mira empresas de supermercados acusadas de sonegar R$ 12 milhões.


O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), deflagrou a Operação Marca-Passo, que apura sonegação fiscal de R$ 12 milhões supostamente cometida por empresas do ramo supermercadista de Irecê, no Centro Norte baiano. Foram cumpridos, na manhã desta quinta-feira (29), um mandado de prisão e cinco de busca e apreensão.


Na ação, foi preso o ‘proprietário oculto’ do Hipermercado Coração, além de ter sido obtido judicialmente o sequestro de ativos das empresas e dos sócios e laranjas, incluindo imóveis, veículos e contas bancárias, para assegurar a restituição dos valores devidos aos cofres públicos.


De acordo com o MP-BA, o objetivo da operação é coletar provas para instruir investigação que apura a prática de sonegação fiscal consistente na tática de criar empresas em nome de laranjas com o intuito de reduzir ou suprimir o ICMS devido. As empresas envolvidas na Operação Marca-Passo são monitoradas pelos órgãos fazendários desde 2017 e já foram remetidas ao MP três notícias-crime relativas ao grupo.


69 visualizações0 comentário