Porque o Cesare Battisti seguiu direto para Itália?

Crédito da imagem: Estadão

A Interpol efetuou prisão do italiano Cesare Battissti na cidade de Santa Cruz de La Sierra e levado à Itália diretamente da Bolívia para Itália, contrariando a expectativa do governo brasileiro. O governo Bolsonaro estava preparado para buscar o Battisti na Bolívia, deslocando um aeronave da Polícia Federal na cidade de Corumbá, cidade na fronteira do Brasil com a Bolívia. O que se sabe é que o Battisti fez um pedido de asilo ao governo do presidente da Bolívia 3 dias depois de Temer assinar o decreto de extradição. No documento, o italiano teria vinculado sua fuga à eleição de Bolsonaro. Desde então, o Battiti permanecia foragido e seu nome foi incluído no alerta vermelha da Interpol. Na tarde de sábado, dia 12, foi preso em Santa Cruz de La Sierra, sem oferecer resistência, pela Interpol. O voo direto de Bolívia para Itália causou estranheza para o governo brasileiro, mas o ministro da Justiça da Itália afirmou que o voo direto, sem passar pelo Brasil, permite que o Battisti cumpra a pena completa a que foi condenado pelos homicídios: a prisão perpétua. Caso ele fizesse escala no Brasil, seriam impostas as regras do acordo de cooperação para extradição entre os dois países, que segue limites fixadas pelas leis e a Constituição brasileira, mais brandos do que as italianas. Eis a razão da não passagem pelo Brasil. Assim, Cesare Battisti segue direto para Itália. Ossami Sakamori

#PorqueoCesareBattistiseguiudiretoparaItália

2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Bahia Informa- O site que mais cresce na Bahia. #REDELSP