top of page

Brasileiro: Bahia reage e vence o Palmeiras com gol nos acréscimos



Na Arena Fonte Nova, Thaciano marcou aos 48 do segundo tempo

O Palmeiras desperdiçou ao menos cinco chances claras de gol, mas acabou derrotado por 1 a 0 pelo Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, na quarta-feira, 21/6. A partida foi válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.


A derrota deu fim à última invencibilidade da atual edição do Brasileirão, já que o Palmeiras era o único clube que ainda não tinha perdido. O time de Abel Ferreira não contou com Weverton, Rony e Raphael Veiga, que defenderam a Seleção Brasileira, e Piquerez, que esteve com o Uruguai.


O gol dos donos da casa saiu aos 48 minutos do segundo tempo, quando o meia Thaciano aproveitou rebote de Marcelo Lomba e só empurrou para as redes. O Esquadrão quebrou um tabu de 25 anos: desde 1988 não ganhava do Palmeiras em casa.

A derrota do Palmeiras, atual vice-líder do Brasileirão, significa que o Botafogo pode abrir cinco pontos na liderança, caso vença o Cuiabá na Arena Pantanal, nesta quinta (22), às 20h. O Alviverde também pode ser ultrapassado pelo Flamengo, que visita o Red Bull Bragantino, no mesmo dia, às 21h30.

Já o Bahia, com 12, ganha pontos importantes e salta para a 14ª posição da tabela, a quatro da zona de rebaixamento.


O jogo


Sem os selecionáveis, Abel Ferreira escalou Marcelo Lomba, Bruno Tabata e o garoto Endrick, que voltou a ser titular. Na lateral-esquerda, com a ausência de Piquerez, que representou o Uruguai em amistosos, jogou Vanderlan.

Os primeiros minutos foram do Bahia, que parecia mais ligado. Aos poucos, porém, o Palmeiras foi se adaptando à perda de importantes jogadores e impôs seu jogo de rápida transição. Foram várias chances de gol, sem sucesso.


Na principal, Artur recebeu dentro da área, chutou, e o goleiro Marcos Felipe deixou a bola passar por baixo de seu corpo. Ele se recuperou e conseguiu salvar em cima da linha — foi preciso o árbitro de vídeo avaliar o lance para validar a decisão de campo, de não gol. Ainda assim, é difícil ver, pelas imagens mostradas, se a bola passou inteira ou não.


Bahia também mudado


O técnico Renato Paiva, no Bahia, alterou o esquema tático que vinha usando a temporada toda. Saiu o 3-5-2, entrou o 4-4-2, mas o time aparentemente sentiu a adaptação, principalmente na saída de bola, com vários erros durante os 90 minutos.

Se no primeiro tempo o Palmeiras criou bastante chances, no segundo caiu de produção. Abel Ferreira fez mudanças no ataque, trocando o trio ofensivo, mas não adiantou.

Já nos acréscimos, aos 48 minutos, Cauly fez uma ótima jogada pelo meio, com sequência de dribles, tocou parra Daniel, que finalizou e Marcelo Lomba deu rebote para Thaciano marcar.


Ficha Técnica


Bahia 1 x 0 Palmeiras


Bahia: Marcos Felipe; Cicinho, Kanu, Vitor Hugo (Gabriel Xavier) e Chávez; Acevedo, Rezende, Thaciano e Cauly; Kayky (Daniel) e Vinícius Mingotti (Everaldo). Técnico: Renato Paiva.

Palmeiras: Marcelo Lomba; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Vanderlan; Zé Rafael, Gabriel Menino (Richard Ríos) e Bruno Tabata (Luis Guilherme); Artur (Giovani), Dudu (Breno Lopes) e Endrick (Flaco López). Técnico: Abel Ferreira.


Gol: Thaciano (45min2ºT) para o Bahia.

Cartões amarelos: Vinícius Mingotti, Ademir, Kayky (Bahia); Endrick, Gabriel Menino, Breno Lopes (Palmeiras).

Público: 31.013 presentes.


Renda: R$ 1.266.953,00.

Motivo: 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Data e horário: 21 de junho de 2023, às 21h30 (de Brasília).

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA.

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)

.

Auxiliares: Bruno Raphael Pires (FIFA-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO).

Árbitro de Vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG).


 

Bahia Informa

O site que mais cresce na Bahia

Comentários


bottom of page