Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Bahia Informa- O site que mais cresce na Bahia. #REDELSP

Morre Valdir Espinosa, técnico campeão da Libertadores pelo Grêmio e Carioca pelo Botafogo.


Morreu na manhã desta quinta-feira (27/02), aos 72 anos, Valdir Espinosa, técnico campeão carioca pelo Botafogo em 1989 e da Libertadores pelo Grêmio em 1983. Recentemente, pediu para ser afastado do cargo de gerente de futebol do alvinegro, para fazer uma cirurgia na região do abdômen. O ex-treinador estava internado no CTI desde o último fim de semana e o quadro piorou devido a uma pneumonia. Ele acabou não resistindo à operação. O Glorioso ofereceu General Severiano para o velório. O clube está em contato com a família e em breve vai dar mais detalhes.


Valdir Espinosa começou a carreira como lateral-direito, em 1970, pelo Grêmio. Mas, não atuou muito tempo como atleta. Foram apenas 8 anos de jogador profissional. Ele se destacou mesmo como treinador. Assumiu o comando do Esportivo, time do Rio Grande do Sul, estado em que Espinosa nasceu. Em 1980 foi para o Ceará, onde foi campeão cearense e, no ano seguinte, comandou o Londrina para o título do paranaense.


Em 1982, Espinosa foi contratado pelo Grêmio. Lá, ele fez história. Foi campeão da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes, contra o Hamburgo, em 1983. Teve uma passagem pelo Al-Hilal, da Arábia Saudita, entre 1984 e 1985, retornou ao Grêmio em 1986 e conquistou o Campeonato Gaúcho daquele ano em cima do Internacional, maior rival.


Ele teve uma passagem de duas temporadas no Cerro Porteño, do Paraguai, até assumir o Botafogo, em 1989. O alvinegro estava numa seca de 21 anos sem títulos. Então, com Espinosa no comando, a equipe conseguiu conquistar o Campeonato Carioca daquele ano, em cima do maior rival, Flamengo, com uma vitória por 1 a 0, gol de Maurício.


Valdir Espinosa ainda passou por alguns grandes clubes, como Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Corinthians, Atlético-MG e Vasco da Gama. Mas, os títulos que conquistou como treinador foram o Supercampeonato Paranaense, em 2002 pelo Athletico, e o Campeonato Brasiliense de 2005, pelo Brasiliense.


Em 2016, assumiu o cargo de coordenador técnico do Grêmio, trabalhando ao lado de Renato Gaúcho, função que já tinha feito quando o treinador comandou o Vasco, em 2007, e o Fluminense, em 2009. No imortal, Espinosa conquistou a Copa do Brasil de 2016 e participou de parte da campanha do título da Copa Libertadores da América de 2017. Após ser demitido, ficou sem trabalhar até este ano, quando foi contratado pelo Botafogo para a função de Gerente de Futebol.


Fonte: Rádio Tupi


2 visualizações