“Segurança Pública deve estar acima de questões partidárias”, diz Rui Costa durante fórum em Brasíli

“Segurança Pública deve estar acima de questões partidárias”, diz Rui Costa durante fórum em Brasília.

Cumprindo agenda em Brasília, nesta quarta-feira (12), o governador Rui Costa participa do Fórum Nacional de Governadores, com a presença do ministro da Justiça anunciado para o próximo governo, Sérgio Moro. Rui iniciou sua fala se colocando à disposição de forma apartidária para debater e construir alternativas para o grande trauma que o Brasil vive, atualmente, no âmbito da segurança pública.

Para Rui, a paz social só será alcançada com efetiva integração entre os estados e governo federal. “Não podemos reduzir a complexidade deste tema a questões políticas e partidárias. Sugiro uma agenda periódica entre o ministro e os governadores. Sugiro ainda que o envio de matérias ao Legislativo seja, num primeiro momento, do que é consensual entre os estados, para conseguirmos rápida aprovação. É muito melhor ter alguns itens consensuais aprovados de imediato do que nenhuma aprovação ao longo de muito tempo”, afirmou o governador.

Ainda na ocasião, Rui Costa fez uma crítica ao formato do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). “O Fundo nunca funcionou como Fundo. Não faz o menor sentido submeter projetos de cada estado ao Ministério da Justiça, que não tem pessoal para uma checagem eficaz”. Rui lembrou que outros fundos funcionam na educação e na saúde, sugerindo que o modelo pudesse ser implementado também na segurança.

A lista que envolve o tema segurança pública passou ainda pela necessidade de novas fontes de recursos e ações estratégicas para o combate às drogas, sendo esta, com unanimidade de opiniões, responsável por mais da metade dos homicídios ocorridos no país. “Precisamos de estratégias que, de fato, respondam a esta realidade. Os homicídios estão vinculados ao consumo de drogas e todos sabemos disso”, finalizou Rui Costa.

Ainda nesta quarta-feira deve ser construída uma Carta dos Governadores endereçada ao novo governo. Participam da reunião 25 chefes de governos estaduais, além de Sérgio Moro; o atual ministro da Segurança, Raul Jungmann; o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli; e o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha.

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Bahia Informa- O site que mais cresce na Bahia. #REDELSP